fbpx
 

Windows server ou Linux: qual a melhor opção para si

Windows server ou Linux: qual a melhor opção para si

O software mais importante de qualquer computador é o sistema operativo. Entre as diversas opções encontradas no mercado atualmente, o Windows server e o Linux destacam-se como os mais populares.

Mas entre estas duas opções, qual é o melhor sistema operativo para o seu computador?

Para responder a esta pergunta é preciso conhecer as principais características dos dois sistemas. E assim concluir qual atende melhor às necessidades de cada caso.

Hoje vamos esclarecer estas questões. No fim irá conseguir decidir se deve utilizar o Windows server ou Linux.

Windows server vs Linux: Quem leva a melhor neste duelo?

O Windows server é o sistema operativo mais popular da atualidade e é produzido pela Microsoft. Já o Linux foi inicialmente produzido pelo programador finlandês Linus Torvalds no sistema open source.

A seguir vamos fazer algumas comparações das principais características de ambos. Assim irá ser mais simples ajudá-lo a decidir qual deles é a melhor opção para si.

1 – Custo

Em relação ao custo, a aquisição do sistema Linux é mais barata. Isso porque é um software gratuito e livre, disponível sob a Licença Pública Geral (GPL).

Isto significa que não é preciso pagar licenças para tê-lo nos dispositivos. Apesar de ser gratuito, o download é simples e seguro, podendo ser encontrado em diversos locais da web, incluindo sites oficiais.

Já o Windows server necessita de um investimento. Isso pode ser uma desvantagem para uma empresa que possui diversas máquinas, por exemplo.

2 – Interface e utilização

Linux e Windows server seguem caminhos distintos quando o assunto é a interface gráfica e a facilidade de utilização.

O sistema operativo da Microsoft é único, ou seja, é sempre a mesma interface e a mesma maneira de operar. Já o sistema Linux pode variar muito mais, oferecendo interfaces gráficas completamente diferentes que o utilizador pode personalizar.

Este aspeto pode ser uma vantagem ou desvantagem. Se considera a personalização importante e quer manipular o sistema operativo à sua maneira, o Linux é a solução perfeita.

Isto porque permite “criar” um sistema com a interface mais adequada ao gosto de cada um. Para além disto, cores, ícones, elementos e efeitos gráficos também podem ser modificados.

3 – Segurança e privacidade

Este é um tópico muito importante e de grande preocupação, principalmente quando o assunto envolve informações corporativas e privadas.

A Microsoft oferece atualizações constantes com boas ferramentas de segurança que colaboram para uma experiência agradável do utilizador.

Além disso, existem diversos softwares pagos (ou gratuitos) que visam proteger os utilizadores de ameaças de vírus e outras invasões.

Infelizmente, por ser um sistema muito conhecido, é um alvo constante de ataques maliciosos. Isso exige aos programadores do Windows uma atenção constante para manter as atualizações de segurança em dia.

Os utilizadores do Linux, por sua vez, podem sentir-se mais seguros, especialmente no que toca à política eficiente de privilégios do utilizador.

Como os programas mudam de acordo com cada utilizador é necessário usar a senha do administrador para aceder e modificar qualquer configuração do sistema.

Assim, caso haja alguma infeção, o vírus não se consegue espalhar pelo sistema, o que torna a solução mais fácil e o prejuízo menor.

Inclusive, de acordo com um estudo encaminhado pela SUSE Linux Enterprise, 83% das empresas optam pelo Linux nos seus dispositivos. Quer seja pela segurança ou pela independência dos seus fornecedores.

4 – Recursos

De forma geral, podemos afirmar que o Windows server e o Linux equiparam-se nos recursos oferecidos. Além disso, atualmente, o suporte a hardware é similar nas duas plataformas.

Isso significa que se algum componente funciona no Windows, é bem provável que o seu suporte já esteja também implementado no Linux.

5 – Atualizações e suporte

As atualizações são necessárias para manter o sistema seguro e estável. Em relação às atualizações para Windows, a Microsoft tem se empenhado para as manter em dia.

Mas por ser a única empresa responsável em detetar as falhas e a elaborar soluções, pode haver algumas desvantagens. Por exemplo, o tempo entre o aparecimento da falha de segurança e a disponibilização da atualização pode ser longo.

Enquanto o Windows conta com um suporte centralizado, o Linux conta com uma extensa comunidade de programadores. E são estes que estão dispostos a estudar e a corrigir possíveis problemas que surjam na plataforma.

Além disso, todas as atualizações são gratuitas e sem data de validade.

Conclusão

Por fim, a comparação entre o Windows server e Linux em 2020 não apresenta tantos contrastes como há alguns anos.

As duas plataformas são praticamente equiparadas em relação a Apps, facilidade de uso e suporte.

Pode-se dizer que os fatores que mais os diferenciam ainda são a questão da personalização do sistema e custo de aquisição.

Por um lado, o produto da Microsoft é pago. Porém a instalação é mais fácil e a utilização é feita para utilizadores que não estão interessados em aprender mais sobre computadores.

Por outro lado, o Linux é completamente personalizável e dá mais liberdade de controlo ao utilizador. Mas um dos pontos negativos ao adotar o Linux é que envolve um período de adaptação e estudo para perceber e resolver alguns problemas iniciais.

Assim, concluímos que na hora de decidir, é preciso ter em mente as características do Windows server e do Linux. E principalmente o uso que pretende aplicar. Só assim poderá escolher a melhor opção.

Etiquetas:, , , ,

Leave a Reply

Your email address will not be published.