5 erros que está a cometer na gestão de dados da sua empresa

Fazer uma boa gestão de dados é fundamental para qualquer empresa. Afinal, os recursos digitais tornaram-se essenciais para dar resposta às novas necessidades.

Neste sentido, praticamente todos os processos corporativos são realizados com o suporte de ferramentas tecnológica e armazenamento de dados.

A boa gestão destas informações contribui diretamente para a eficiência das operações. Bem como para a segurança da empresa como um todo.

No artigo de hoje reunimos alguns dos principais erros cometidos na gestão de dados, que deve evitar na sua empresa.

Gestão de dados: 5 erros que não devem acontecer na sua empresa

A gestão de dados é muito importante para o bom funcionamento de todos os setores de um negócio.

É através desta gestão que é possível desenvolver, de forma centralizada, as estratégias, procedimentos e práticas das operações.

Em suma, a gestão de dados está relacionada com a sua identificação, armazenamento, acesso, compilação, proteção e uso, para fortalecer a estratégia de uma corporação.

Ainda assim, algumas empresas ainda não têm uma estratégia de gestão de dados. Ou seja, do controlo das estratégias, documentação, políticas e outras atividades.

Neste sentido, enumeramos alguns dos erros mais comuns na gestão de dados, para que os possa evitar na sua empresa.

1 – Não investir em segurança

Este costuma ser o erro mais básico.

Muitas empresas optam por direcionar os seus investimentos e recursos para segmentos que julgam merecer maior prioridade. Falamos, aqui, de setores relacionados com a cadeia produtiva ou até mesmo marketing.

Porém, deixar de investir na segurança da informação pode ter um preço elevado. Isto porque os dados ficam vulneráveis, aumentando os riscos de prejuízo para o negócio.

2 – Não saber utilizar o volume dos dados coletados

Com a constante expansão do big data, o conceito da importância dos grandes volumes de dados expandiu-se rapidamente.

De facto, ter uma panóplia de informações é importante. Porém, há que ter um limite.

Isto porque, maioritariamente, a base necessária para a realização de ações está no small data.

Ou seja, pequenos dados, mas que são cruciais para o fundamento do processo de tomada de decisões.

É preciso que a empresa se concentre nos dados que vão, de facto, ao encontro dos objetivos e metas estabelecidos.

3 – Não validar os dados

Os processos de validação na gestão de dados são fundamentais para garantir a sua disponibilidade. Especialmente caso ocorra algum imprevisto e a empresa precise de os recuperar.

Assim, além de criar e programar a execução de um backup, é preciso desenvolver processos que evitem cópias corrompidas ou indisponíveis.

4 – Não ter controlo de quem acede às informações

O extravio, e mesmo a alteração de dados corporativos, são ações que quase sempre são realizadas internamente.

Ao não se preocupar com o controlo dos utilizadores que acedem às informações, é inviável descobrir os responsáveis por ações comprometedoras.

Sem este controlo, é impossível identificar a fonte de fraudes, caso sejam cometidas.

5 – Não estruturar os dados

A etapa final da recolha e gestão de dados é a sua estruturação.

Erros cometidos nesta fase podem prejudicar a documentação dos objetivos atingidos, impactando na tomada de decisões.

Por tudo isto, as empresas que negligenciam a gestão de dados costumam ter sérios problemas de comunicação interna.

Afinal, torna-se quase impossível partilhar as informações necessárias com todas as áreas envolvidas.

Sem a devida organização, estas informações podem-se perder ou não serem transmitidas para as pessoas de interesse.

No fim, o resultado é que o desenvolvimento dos processos dentro da empresa fica prejudicado.

Já identificou algum destes erros na gestão de dados da sua empresa?

WebSite com CRM Gratuito!!

Solicite o seu contacto, sem compromisso.