O que é e como avaliar o rating de cibersegurança da sua empresa

Definitivamente, a cibersegurança deve fazer parte da essência das empresas.

Afinal, para aqueles que têm esta preocupação e trabalham neste sentido, o rating de segurança digital pode tornar-se num grande aliado.

Assim, a importância de investir na análise do impacto da cibersegurança no negócio já é algo claro para todos os que atuam neste segmento.

Especialmente tendo em conta que o mundo caminha para um formato cada vez mais digital nas suas relações comerciais.

Mas, afinal, o que significa o rating de cibersegurança?

O rating de segurança digital é uma pontuação que define o nível de proteção de um negócio no ambiente digital.

Sendo uma tendência nos Estados Unidos e em grande parte do mundo, este índice é atribuído à empresa com base num conjunto de boas práticas, de acordo com a sua exposição a riscos digitais.

E, com essa análise, é possível observar onde as mudanças devem ser implementadas para elevar o nível de cibersegurança de um negócio.

Assim, através da utilização de um relatório criterioso para compreender e apontar tendências, é atribuída uma nota entre 0 a 100 pontos.

Isto é feito considerando as ferramentas utilizadas, organização, automatização, pontos de vulnerabilidade da rede, servidores atualizados, requisitos de autorizações, licenças, permissões e outros critérios.

Após isso, é traçado um mapa completo para indicar a respetiva pontuação.

Dessa forma, uma pontuação alta indica um percentual pequeno ou nulo de risco de perda de dados da empresa.

Um projeto completo deve, ainda, incluir recomendações de resposta às vulnerabilidades encontradas, com indicações de ações práticas, para que os índices atingidos sejam os melhores possíveis.

Rating de cibersegurança: Conheça as boas práticas que ajudam a elevar esta pontuação

Conquistar um índice alto não é uma tarefa fácil para as empresas que desejam alcançar esse feito.

Portanto, indicamos algumas recomendações importantes que pode adotar no seu negócio para aumentar o rating de cibersegurança. São elas:

Fator de autenticação

A autenticação de dois fatores garante que uma pessoa só tem acesso a uma determinada plataforma, sistema ou APP após confirmar a sua identidade mais do que uma vez.

Criptografia de ponta

Trata-se de um dos recursos fundamentais da privacidade e proteção de dados, tornando os dados ilegíveis para pessoas que não estão autorizadas a ter acesso aos mesmos.

Esta é uma das boas práticas que irá ajudar o seu negócio a conquistar uma pontuação alta no rating de cibersegurança.

Passwords fortes nos dispositivos e plataformas

Neste ponto é fundamental que as combinações escolhidas sejam de alta complexidade. E, ao mesmo tempo, devem ser trocadas frequentemente, para não se tornar uma das principais ameaças digitais da sua empresa.

Gestão do ambiente digital em tempo real

Esta ação pode ser realizada pela equipa interna de IT, ou por um parceiro especializado em serviços informáticos.

Assim, monitorizar a rede em tempo real garante uma maior segurança e, principalmente, celeridade nas ações em caso de emergência.

Controlo de acesso

Esta é mais uma boa prática que todo o negócio deveria adotar, no que diz respeito ao acesso às diferentes informações.

Sendo assim, o ideal é que o mecanismo identifique, de maneira ininterrupta, o tráfego de acesso à informação, com base no potencial de risco de cada utilizador e na confidencialidade ou no valor dos dados.

Por fim, podemos afirmar que manter o hábito de acompanhar o rating de cibersegurança da empresa é fundamental.

Colocando estas práticas em ação garantirá a segurança do seu negócio, gerando maior credibilidade e transparência no mercado.

WebSite com CRM Gratuito!!

Solicite o seu contacto, sem compromisso.